Ezequiel Oficial

Avaliação e políticas públicas educacionais: ensaios contrarregulatórios em debate

FREITAS, L. C. et al. (Orgs.). Avaliação e políticas públicas educacionais: ensaios contrarregulatórios em debate. Campinas: Edições Leitura Crítica, 2014. 281 páginas.

ISBN: 978-85-64440-07-4

 

Oferta!

R$25,00 R$12,00

FREITAS, L. C. et al. (Orgs.). Avaliação e políticas públicas educacionais: ensaios contrarregulatórios em debate. Campinas: Edições Leitura Crítica, 2014. 281 páginas.

ISBN: 978-85-64440-07-4

 

Descrição

Este livro é mais um registro do momento aparentemente decisivo da política educacional brasileira, em especial no que diz respeito à avaliação. A constante pressão a que a escola tem estado submetida é oriunda de uma disputa de agenda entre empresários que habitam um país emergente e que é demandado a aumentar a sua produção de bens e serviços com vistas a valorizar uma massa impressionante de dólares que está entrando no processo produtivo, e a resistência dos profissionais da educação, os quais, com agenda diversa, são, por dever de ofício, obrigados a olhar para a formação da juventude com outros horizontes.

(….) A percepção que temos neste momento é que está em curso a introdução, no Brasil, de um conjunto de ideias que conduzirá à destruição do sistema público de educação, bem como à transformação do professor e demais profissionais da escola em responsáveis exclusivos pela qualidade da escola, com a finalidade de encontrar “explicações” escolares para causas sociais e econômicas bem conhecidas e que são os reais motivos para o fracasso e a evasão das crianças nas escolas. Este livro reúne a crítica, mas também apresenta possíveis soluções diferenciadas à adoção de políticas de responsibilização e meritocracia. Mostra que é possível confiar na escola e produzir uma qualidade em seu interior, voltada para a solidariedade, para a colaboração e a troca de experiências, ao aprofundar a concorrência e o individualismo.

2 thoughts on “Avaliação e políticas públicas educacionais: ensaios contrarregulatórios em debate

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat